Logo Radio Divinópolis

POLÍTICA

Logomarca

NOTÍCIAS - POLÍTICA

Justiça indefere pedido de suspensão da desocupação do camelódromo e ambulantes terão que deixar o local

14/11/2019

imprimir Facebook Twitter
Capa

O juiz Núbio de Oliveira Parreiras, da vara de Fazenda Pública, indeferiu, na tarde desta quinta-feira (14), o pedido da Associação Profissional dos Vendedores Ambulantes (Aprovad), para que a desocupação do camelódromo fosse suspensa. 

Isso quer dizer que os ambulantes terão mesmo que deixar o local situado no quarteirão fechado da Rua São Paulo entre Primeiro de Junho e Getúlio Vargas até o dia 1º de dezembro. O desejo dos ambulantes era pelo menos adiar esse prazo, já que nesse período o comércio fica mais movimentado por conta do Natal e Ano Novo. 

Segundo a Prefeitura, a abertura do local é uma ação tomada com base na "vontade popular" e tendo como referência as informações apresentadas pelos órgãos de segurança pública, que elencaram uma série de situações de irregulares praticadas no local.

Outro argumento da Prefeitura para desocupação do espaço é o cumprimento da legislação recentemente aprovada pela Câmara Municipal e sancionada pelo Prefeito de Divinópolis, Galileu Machado (MDB), que estabelece os princípios da mobilidade urbana.     

 1 2 3 4 Fim