Logo Radio Divinópolis

POLÍTICA

Logomarca

NOTÍCIAS - POLÍTICA

Presidente da Câmara de Divinópolis pede desculpas por ter chamado colegas de "bandidos"

20/04/2020

imprimir Facebook Twitter
Capa

O presidente da Câmara Municipal de Divinópolis, Rodrigo Kaboja (PSD), publicou nesta segunda-feira (20) um pedido de desculpas aos vereadores da atual legislatura por ter chamá-los de "bandidos" na semana passada em áudios divulgados por meio das redes sociais. Em nota, Kaboja reconhece ter excedido em algumas colocações.

"Como cidadão, vereador e cidadão divinopolitano, venho a público pedir desculpas, em especial, aos meus colegas parlamentares, disse e acrescentou: "reconheço que fui agressivo em algumas colocações".

O impasse ocorre em meio a um projeto de autoria da Mesa Diretora da Câmara Municipal para que o salário dos vereadores seja reduzido para um salário mínimo a partir da próxima legislatura, 2021/2024. Kaboja alega que o município precisa se preparar para as dificuldades financeiras que virão após essa pandemia do coronavírus, e a maneira que encontrou para ajudar é reduzindo os subsídios dos vereadores.  

Kaboja alega ainda ter sofrido duros ataques nas redes sociais, inclusive com ofensas a sua honra e familiares. Por isso, acabou se excedendo.

"Todos nós, de uma forma ou de outra, estamos vivendo essa pandemia do Coronavírus e isso tem nos tirado da rotina, gerado situações de estresse e discussão. Diante disso e de várias notícias falsas, ataques pessoais a minha família e honra, reagi na última semana, por meio de áudios e palavras onde reconheço que me excedi. Especialmente, no trato com colegas de parlamento a quem tenho respeito e apreço".

Crítica

O vereador Edsom Sousa repudiou por meio de uma nota pública a atitude do presidente da Câmara Municipal de Divinópolis e solicitou que Rodrigo Kaboja diga quais são os vereadores "bandidos" e que teriam se "enriquecido" com dinheiro público. Disse ainda que caso seja necessário fará um pedido de impeachment por quebra de decoro parlamentar.

"Defendo a verdade e a transparência, sobretudo neste momento de transformação que estamos vivendo, precisando e tirando os bandidos da rua, principalmente aqueles que se mascaram de autoridade pública", finalizou.


 1 2 3 4 Fim